segunda-feira, 10 de julho de 2017

REFLEXOS







MEUS PEDAÇOS
SE ESPALHARAM
POR AI
TENTANDO FLUIR
NOS BRAÇOS TEUS
SÃO APENAS BRILHOS
DOS OLHOS MEUS
EM UMA NOITE SEM LUAR
POIS O PALADAR
É DOCE
FOI COMO SE FOSSE
SEUS LÁBIOS BEIJAR
SÃO REFLEXOS
NO ESPELHO
SEU VESTIDO VERMELHO
SE DEPENDUROU NA CADEIRA
QUEM SABE SEJA APENAS
UMA BRINCADEIRA
DESTES DESEJOS TEUS
POIS ARREPIA ME POR INTEIRO
RECOSTAR NESTE TRAVESSEIRO
E TE AMAR ASSIM
ATÉ O FIM DESTA MADRUGADA
SÃO BRUMAS PELA ESTRADA
QUERENDO O SOL ESCONDER
ENTÃO ME ENVOLVA NOVAMENTE
POIS SEU CORPO QUENTE

O MEU... DERRETEU