segunda-feira, 3 de julho de 2017

DOEU DE MAIS









FOI UMA NOITE SEM FIM
UM POEMA QUE DENTRO DE MIM
A DOR DESENVOLVEU
FOI UMA RECORDAÇÃO
QUE DENTRO DO CORAÇÃO
AS LEMBRANÇAS ME DEU
FOI MADRUGADA
CAMINHOS SEM PEGADAS
FLORES SE FECHANDO
ORVALHO QUE AO CAIR
FOI A FLOR BEIJANDO
FOI TEMPOS DE OUTRORA
MOCIDADE INFINITA
MOÇAS BONITAS
HOJE VELHAS SENHORAS
E SE QUER SABER
DOEU DE MAIS
VOLTAR PARA TRAZ
ASSIM COMO VOLTEI
DECIFRAR OS SONHOS
QUE SONHEI
SEM TER UMA RESPOSTAS
QUALQUER
POIS MEU MUNDO CAIU
APENAS FLUIU

EM UM SONHO DE... MULHER.