quinta-feira, 4 de maio de 2017

CORPO MOLHADO








QUERO TEU CORPO MOLHADO
DOCE OU SALGADO
DERRETENDO SE EM MEUS BRAÇOS
POIS TODAS AS NOITES ME REFAÇO
PENSANDO EM VOCÊ
QUERO O PRAZER
DESTE BEIJO TEU
COLAR MEUS LÁBIOS NOS SEUS
ATÉ O FOLEGO PERDER
QUERO ME DERRETER
FEITO GOTAS CRISTALINAS
QUE ESCORRE PELO CORTINA
FEITO GAROA QUE A MADRUGADA
DEIXOU
QUERO UM ABRAÇO
JUNTAR MEUS PEDAÇOS
COM OS TEUS
POIS JÁ AMANHECEU
LA FORA
A LUA AGORA
ADORMECE
ENTRE PRECES
E ORAÇÕES
POIS MEU CORAÇÃO
DESCOMPASSADO
BATE AO SEU LADO
FEITO UM VELHA CANÇÃO
QUERO UM BOLERO
UM TANGO DE GARDÉL
AQUELE VELHO PAPEL
ONDE A POESIA

UM DIA... SE DEBRUÇOU