sábado, 29 de abril de 2017

ENTRE TEMPESTADES








DEPENDE DE MIM
VIVER
ENTRE TEMPESTADES
E CALMARIA
ENTRE A NOITE
E O DIA
ENTRE O ESCURO
E A CLARIDADE
ENTRE AS LEMBRANÇAS
E A SAUDADE
ENTRE MONTANHAS
E PLANÍCIES
ENTRE O QUE VOU DIZER
E O QUE JÁ DISSE
ENTRE O SONHO
E A REALIDADE
ENTRE A MENTIRA
E A VERDADE
ENTRE CHOROS
E RISOS
ENTRE O QUE TENHO
E O QUE PRECISO
ENTRE UMA NOITE QUALQUER
OU EM SONHO DE MULHER
POIS LA DENTRO
SOU COMO O VENTO
APENAS PASSO ME DEBATENDO
ENTRE O VIDRO DA VIDRAÇA
OU A CORTINA QUE COM GRAÇA
DANÇA PARA MIM
ME QUERENDO ASSIM
DO JEITO QUE SOU
É A BRISA QUE PASSOU
ACARICIANDO MINHA FACE
SERENA
NESTA PEQUENA DIFERENÇA
ENTRE VOCÊ QUE VIVE

E ESTE SONHO... MEU.