sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

DEPOIS DO ANOITECER









DEIXEI MEU SORRISO
MORRER
NOS LÁBIOS MEUS
APENAS VI NOS OLHOS TEUS
A LÁGRIMA QUE CAIU
NAQUELA OLHAR QUE ME DEU
ANTES QUE EU
PUDESSE PARTIR
VI FLORES NA JANELA
O PERFUME QUE ELA
PELA CASA ESPALHOU
AINDA ERA CEDO
TIVE MEDO
DE NÃO CONSEGUIR
NÃO FOI FÁCIL NÃO
ARRUMAR A MOCHILA
NESTE DESARRUMADO
CORAÇÃO
FOI TRISTE PARA NOS DOIS
TER VIVER DEPOIS
DENTRO DE UMA SOLIDÃO
MAS A VIDA É ASSIM
E A CULPA CAIU SOBRE MIM
QUE NÃO SOUBE TE AMAR
SÓ SEI QUE O TEMPO VAI PASSAR
E AS LEMBRANÇAS FICAM
NADA SE EXPLICAM
APENAS EXIGE DA GENTE
A AMARGA SEMENTE
Que dentro da nos

A saudade...Plantou