quinta-feira, 22 de setembro de 2016

SOBRE O BRILHO DA LÁGRIMA FRIA






MINHA ALMA
VOA
ENTRE A GAROA
FINA
DESTE AMANHECER
FRIO
POIS DENTRO DE MIM
A SAUDADE
É UM RIO
QUE PASSA
QUE ATRAVESSA
A PONTE DE MADEIRA
POIS A SEMANA INTEIRA
FOI ASSIM
VOCÊ APENAS DEIXOU PARA MIM
SUAS LEMBRANÇAS
SUAS RECORDAÇÕES
AQUELE BRILHO QUE EM VÃO
VARIAS VEZES SE APAGOU
FOI COMO UMA ESTRELA QUE NÃO BRILHOU
FOI COMO A LUA QUE SE ESCONDEU
FOI COMO OS OLHOS TEUS
FORAM SE FECHANDO
FORAM ME DEIXANDO PARA FORA
POIS AGORA EU SEI
SE CHOREI
FOI POR VOCÊ
FOI POR TE QUERER
MAIS DO IMAGINEI
MAIS DO QUE SONHEI
TE AMAR
E SEI
VOU MERGULHAR
NESTE VAZIO

SOBRE O BRILHO DA LÁGRIMA... FRIA