segunda-feira, 22 de agosto de 2016

PALAVRAS AO VENTO






SÃO FOLHAS VOANDO
SE ESPARRAMANDO
PELO CHÃO
SÃO GOTAS DE SAUDADE
INUNDANDO O CORAÇÃO
SÃO FLORES DO OUTONO
EM POEMAS QUE COMPONHO
PARA ESTA SOLIDÃO
SÃO LEMBRANÇAS QUE SE ESPALHA
SOBRE O TOQUE SUAVE DE SUAS
MÃOS
SÃO NOITES ESTRELADAS
SÃO ONDAS QUE PASSA
SÃO ROCHEDOS
SEGREDOS SEM FIM
SÃO SAUDADES... EM MIM
SÃO PALAVRAS AO VENTO
SÃO APENAS MOMENTOS
QUE PASSA
SE ME ABRAÇA
EU NÃO SINTO
SE APENAS MINTO
NÃO SOU EU
POIS O QUE ME DEU
FOI SÓ LEMBRANÇA
SONHOS DE UMA CRIANÇA

QUERENDO APENAS... CHORAR.