quinta-feira, 5 de maio de 2016

A LUZ DE VELA





VOLTEI DO MEU PASSADO
TRAZENDO NA ALMA
A PAZ QUE TANTO PROCUREI
ESTAVA DESACORDADO
POR ISSO ACHO QUE SONHEI
A CHUVA FINA CAIA
SOBRE O TELHADO
TEUS CABELOS MOLHADOS
ME LEMBRO
FUI EU QUE SEQUEI
TEU SORRISO ILUMINADO
PELA LUA
PARECIA UMA ESTRELA
EM MEIO A CHUVA
TENTANDO SOBRE O ESPAÇO
SE MANTER
MAS AOS POUCOS FOI SE APAGANDO
SUMINDO DIANTE DOS OLHOS MEUS
QUE SOBRE OS TEUS
BUSCARAM A LUMINOSIDADE
MAS LA DENTRO DE SUA ALMA
SÓ ENCONTRARAM SAUDADE
VAZIO E TRISTEZA
FOI A LUZ DA VELA QUE COM CERTEZA
TEU OLHO ILUMINOU
ELA TAMBÉM FOI SE APAGANDO
ATÉ QUE SE APAGOU
FOI O SOPRO DO VENTO
FOI VOOS DO PENSAMENTO
FOI LEMBRANÇA
FOI APENAS O QUE RESTOU
E EU DISSE ADEUS
POIS SEI QUE VOCÊ

DENTRO DAS RECORDAÇÕES... MORREU.