sábado, 16 de abril de 2016

SOMOS IGUAIS





NADA MAIS EXISTE
DENTRO DESTA SAUDADE
TRISTE
QUE MINHA ALMA CARREGA
POIS QUANDO PARA MIM ENTREGA
TODAS ESTAS LEMBRANÇAS
QUE UM DIA ENTRE NOS SE CRIOU
MEUS OLHOS CHORAM
MEUS SENTIMENTOS IMPLORAM
NESTAS LÁGRIMAS QUE BRILHOU
SOMOS IGUAIS
PARECIDOS EM TUDO
E TROCANDO EM MIÚDOS
SEM VOCÊ EU NÃO VIVO
Não CONSIGO VIVER
É COMO UM POEMA ESCREVER
E NÃO ENCONTRAR O FIM
É COMO TER VOCÊ AQUI DENTRO
DE MIM
E NÃO CONSEGUIR SONHAR
É COMO ESTRELAS BRILHANDO
E NÃO TER O LUAR
É COMO O MAR AVANÇANDO
E NA AREIA
SEUS PÉS AFUNDAR
MAS SABE
NÃO SEI MAIS O QUE FAÇO
QUEM SABE POR ESTE ESPAÇO
EM TUA ALMA

EU POSSA... ME ESPALHAR.