domingo, 6 de dezembro de 2015

NOITE ADENTRO






VELAS FORAM ACESAS
POEMAS SOBRE A MESA
FORAM ESQUECIDOS
UM SONHO PERDIDO
A REALIDADE ENCONTROU
O VENTO TROUXE MENSAGENS
LA DO FIM DO MUNDO
FOI E VOLTOU EM SEGUNDOS
EM SEU DOCE VOAR
LUZES FORAM SE APAGANDO
SÓ AS ESTRELAS FICARAM BRILHANDO
AO REDOR DA LUA
PELAS RUAS O SILÊNCIO
A PAZ DESTE MOMENTO
QUE EM SEGREDOS VAI TERMINANDO
E O ECO
REPETIU MINHAS PALAVRAS INSANAS
TAMANHA
ERA O MEU DESEJO DE LHE REVER
E NOITE ADENTRO
MEUS PENSAMENTOS
SE JUNTARAM AOS TEUS
SOBREVOANDO ESTAS LEMBRANÇAS
QUE FLORIU
E TUDO FLUIU
DE NOSSOS DESEJOS
DO ENCONTRO DE NOSSOS LÁBIOS
EM INTERMINÁVEL BEIJO
LUZES OPACAS
FORAM ADORMECENDO
ASSIM QUE A LUZ DO AMANHECER
SURGIU MANSAMENTE
FOI AQUELA SEMENTE
QUE VIROU FLOR
QUE NOSSAS ALMA PERFUMOU
SE HOJE ESTOU EM TEUS SONHOS
SUPONHO
FOI DEUS

QUE ELE... POVOOU.