quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

DELÍRIOS AO LUAR




FORMOSA
COMO A ROSA
QUE NO JARDIM
NASCEU
OS OLHOS TEUS
SÃO DUAS ESTRELAS
A BRILHAR
É COMO A LUA
QUE VEM VAGAR
PELAS ONDAS GIGANTESCAS
SÓ QUERO QUE ME AQUEÇA
COM ESTE ABRAÇO
NESTE ENTRELAÇO
DO SEU CORPO
AO MEU
QUERO TEU PERFUME
SE MISTURANDO
EM MINHA PELE
E ANTES QUE O VENTO LEVE
QUERO ESTAS LÁGRIMAS
BRILHANTES
SÃO DIAMANTES
QUE A ALMA LAPIDOU
QUERO TE TOCAR
DESLIZAR
POR ESTAS CURVAS TUAS
ENQUANTO NUA
SUSPIRA PROFUNDAMENTE
E QUE SEJA ENVOLVENTE
NOSSOS SENTIMENTOS
POIS AO PASSAR DOS TEMPOS
A SAUDADE FICA
E CHEGA A DOER
EU QUERO VOCÊ
POR INTEIRA
ASSIM QUE A LUA CHEIA
NO CÉU BRILHAR
ASSIM QUE MINHAS MÃOS
TE TOCAR
E VOCÊ SENTIR ARREPIOS

EM DELÍRIOS... DE AMAR.