domingo, 29 de novembro de 2015

QUANDO AMO DE VERDADE







FOI NAS ASAS DA SAUDADE
QUE VOEI
QUE FLUTUEI
SOBRE AS ONDAS DESTE MAR
SE ERA SONHO NÃO SEI
UM BEIJO LHE DEI
BRILHEI DENTRO DO TEU OLHAR
FOI COMO UMA FAÍSCA SAINDO
DAQUI DE DENTRO
POEMAS DE AMOR QUE O VENTO
LEVA POR AI
SÓ QUIS FLUIR
DENTRO DA ALMA SUA
QUE NUA DESAPARECE
ASSIM QUE UMEDECE
DENTRO DA MADRUGADA FRIA
SE ME QUIS UM DIA
QUE SEJA PARA SEMPRE
SOMOS ELOS DE UMA CORRENTE
QUE NUNCA VAI SE DESPRENDER
MINHAS LÁGRIMAS CHEGAM A DERRETER
SOBRE A MINHA FACE
QUEM SAIBA EU ACHE
O CAMINHO DO SONHO
A REALIDADE
E NUNCA MAIS ESTA SAUDADE
 DOER
DO JEITO QUE DOEU
POIS DENTRO DOS OLHOS TEUS
SOU APENAS UMA GOTA CRISTALINA
QUE SOBRE OS OLHOS DE UMA MENINA
APENAS... DERRETEU.
POIS QUANDO AMO DE VERDADE
MEU AMOR É PURO
É UM PORTO SEGURO
ONDE PODES ATRACAR
SE QUERES ME OLHAR
OLHE O HORIZONTE
SOU AQUELA FONTE
DE LUZ
QUE TODOS OS DIAS TE SEDUZ

TAL QUAL O SOL... SOBRE AS ONDAS DESTE MAR.