segunda-feira, 10 de agosto de 2015

VAZIO POR DENTRO





São momentos
Em que me pego só
Que o pó se assenta
Sua presença
Me faz sonhar
Amar
Ser diferente
Mas de repente
Vem o vazio
O vento frio
A chuva passageira
E a semana inteira
A saudade vem
Vai além
Do que posso suportar
Teu olhar
Se perde no horizonte
São fontes
De desejos e prazeres
Minha sede
É te amar
Prolongar
Este instante
Bonito e gostoso
E neste gozo
Vamos a loucura
Fazemos uma varredura
De tudo que é bom
Seu batom
Cola nos lábios meus
E são estes beijos teus
Que sinto falta agora
Pois a chuva la fora
Não passa
São gotas na vidraça
São apenas momentos

Neste vazio... que fica aqui dentro.