quinta-feira, 27 de agosto de 2015

DEIXE






DEIXE
QUE AS SOMBRAS
ENCUBRAM
AS LUZES
QUE TREMULAS
QUEREM SE APAGAR
DEIXE
QUE ORVALHO
CAIA SOBRE
A FLOR
QUE AO SABOR
DO VENTO
VÃO SE DESPETALAR
DEIXE
QUE A LÁGRIMA
CAIA
QUE ELA SE SOBRESSAIA
AO SORRISO
QUE HOJE VI SE APAGAR
DEIXE
QUE A VELA ACESA
SE DERRETA
SOBRE A MESA
DEPOIS
QUE DEIXOU DE BRILHAR
DEIXE
QUE AS LEMBRANÇAS
 EMBORA
PÓS A LUA LA FORA
MEUS SONHOS
VIERAM BUSCAR
DEIXE
QUE A MAGIA
APAREÇA
POIS A LÁGRIMA
EMBORA DESÇA
ELA VOA
PELO AR
DEIXE
QUE AS CARTAS
FIQUEM ENGAVETADAS
POIS ESTA GOTA MOLHADA
SUAS LETRAS
PODEM APAGAR
DEIXE
APENAS DEIXE
SOMOS COMO PEIXES
SOBRE AS ONDAS... DESTE MAR.
POIS A NATUREZA
NOS CRIOU
E É JUSTO O QUE ELA LEVOU
E EU SEI
APENAS SONHEI
SÓ O DESTINO

PODERÁ NOS COMPLETAR.