sexta-feira, 3 de julho de 2015

QUANDO A ULTIMA ESTRELA BRILHAR






QUANDO A ULTIMA ESTRELA BRILHAR
MEUS OLHOS SE FECHARAM
MINHAS LÁGRIMAS PELO CHÃO
VÃO ROLAR
DEIXANDO RASTROS DE SAUDADE
SÃO VENTOS QUE DE PASSAGEM
MEUS SONHOS IRÃO LEVAR
SÃO ESTRELAS QUE AO SE APAGAR
PERDERAM O SEU BRILHO
NESTE FRIO AMANHECER
SÃO CHAMAS QUE NÃO AQUECEM
ASSIM QUE  EM CINZAS DESAPARECER
SÃO POEMAS JOGADOS SOBRE A MESA
NA LEVEZA
DAS PALAVRAS QUE QUEREM LHE DESCREVER
SÃO SÍMBOLOS APENAS
DE UM TEMPO QUE PASSOU
FORAM TEUS RASTROS QUE FICOU
FEITO PEGADAS
FOI O PÓ DA ESTRADA
QUE O VENTO LEVANTOU
SÃO BRILHOS SEM FIM
SÃO OS RAIOS DA LUA
QUE EM MIM
SE APEGOU
DEIXANDO MINHA ALMA
BRILHANTE
SÃO LIVROS QUE PELA INSTANTE
A MUITO EU NÃO LEIO
CORAÇÃO BATE NO SEIO

É A SAUDADE... E ÉLA MACHUCOU.