quarta-feira, 29 de julho de 2015

QUANDO TUDO ERA AZUL






QUIS LHE DAR O PARAÍSO
TE COBRIR DE FLORES
ENQUANTO O SOL BRILHAVA
LA NO HORIZONTE
ENQUANTO AS ÁGUAS ROLAVAM
PELAS FONTES
REFLETINDO O BRILHO DAS ESTRELAS
ENQUANTO a brisa suave
De passagem
Deixava o perfume que vinha deste
Corpo teu
Enquanto meus olhos se ascendeu
Com a chama do seu olhar
Enquanto as ondas vinham até a
Praia e voltavam para o mar
Quis lhe dar a poesia
Poemas que um dia eu lhe fiz
Queria lhe dar a felicidade
Ao invés desta saudade
Que lhe deixa infeliz
Mas quando tudo era azul
As nuvens mudaram de cores
E a chuva veio
Caiu feito tempestade
Lavou minha alma
Levou minha saudade
E você passou
Feito correnteza
Nesta incerteza
De um novo amanhecer
E o que me restou
foi esta lágrima fria
tão vazia

que nem o tempo... notou.