sexta-feira, 19 de junho de 2015

DENTRO DA MADRUGADA





QUERO TEUS OLHOS ASSIM
NA DIREÇÃO DOS MEUS
QUERO TEU SORRISO ENFIM
COMO AQUELES QUE ME DEU
QUERO TEUS LÁBIOS
EM UM BEIJO DEMORADO
TODO MOLHADO
COMO SE FOSSE O ORVALHO
BEIJANDO A FLOR
COMO SE FOSSE O AMANHECER
TRAZENDO A COR
DESTE SOL QUE BRILHOU
QUERO TEU CORPO NO MEU
SER O DESEJO QUE CEDEU
EM NOITES SEM FIM
QUERO TEUS ABRAÇOS
SER NEM QUE SEJA UM PEDAÇO
QUERENDO LHE COMPLETAR
QUERO SER A ESTRELA DO MAR
O NAVIO QUE ZARPOU
SAIR DAS PROFUNDEZAS
SER  ASSIM COMO A NATUREZA
QUE FLORES PELO CAMINHO DEIXOU
QUERO TEU NOME EM UM TRONCO
DESENHADO PELAS MINHAS MÃOS
SER ESTA DOCE ILUSÃO
QUE NOS LEVA A LOUCURA
E QUE NEM A CENSURA
NOS CALOU
SER A FLOR DA JABOTICABA
QUE ENTRE OS SEUS DENTES
VOCÊ ESMAGOU
OU TALVEZ A CEREJA
QUE NA CERVEJA
VOCÊ MISTUROU
SER A DIA QUE ACABA
E QUE DENTRO DA MADRUGADA

APENAS A LUA... BRILHOU