sábado, 9 de maio de 2015

NOITES SEM FIM








ULTRAPASSOU
O SONHO
E A REALIDADE
DEIXANDO RASTROS
DE SAUDADE
EM NOITES SEM FIM
FEZ DE MIM
UM ASTRO PELO ESPAÇO
DEIXANDO PEDAÇOS
PELOS CAMINHOS
SOU COMO PÁSSARO
SEM NINHO
VOANDO POR AI
SE VOU FLUIR
EM TEUS DESEJOS
NÃO SEI
POIS JÁ ME DEI
DENTRO DE UM PASSADO
DISTANTE
HOJE NÃO SOU NADA
PEDRAS QUE PELAS ESTRADAS
ROLOU
FUI CHUVA FINA
TEMPESTADE
GOTAS DE SAUDADE
QUE VOCÊ BEBEU
E ASSIM QUE AMANHECE
FEITO PRECE
SOU DESPEJADO
MORRO ABAIXO
COMO SE FOSSE UMA CASCATA
NAS ASAS DO VENTO
E O QUE LAMENTO
É QUE PASSOU
SÃO CHUVAS DE GRANIZO
QUE INDECISO
ME CASTIGA
NESTA INFINITA VIDA
QUE NUNCA SE ACABA
ASSIM É ESTA ESTRADA
RESTOS QUE SE PROPAGA
EM NOITES QUENTES DE VERÃO
SÃO MINHAS EMOÇÕES
MEUS SENTIMENTOS
SOPRO DO VENTO
NOITES SILENCIOSAS
ESPINHOS QUE A ROSA

EM SEUS BRAÇOS... CARREGOU.