domingo, 22 de março de 2015

ESCORREU







ESCORREU
PELO VIDRO DA
JANELA
O ORVALHO
QUE SOBRE ELA
A MADRUGADA
DEIXOU
FORMANDO UM
RASTRO DE CLARIDADE
POR ONDE A SAUDADE
PASSOU
SOPROU
O VENTO NA CORTINA
A VELA DERRETEU
VIROU PARAFINA
TEUS LÁBIOS GEMEU
NO TOQUE
DOS MEUS DEDOS
SUA RESPIRAÇÃO
PRENDEU
QUANDO FOI TOCADA
PELOS MEUS BEIJOS
SEUS PELOS ARREPIOU
SEUS OLHOS ME OLHOU
E VOCÊ INCAPAZ
PEDIU MAIS
E ALI MESMO... ME AMOU.
E FOI AMANHECENDO
O SOL REFLETIU NO ESPELHO
SEUS DESEJOS FORAM CRESCENDO
SEUS LÁBIOS SE PINTOU DE VERMELHO
E ALI MESMO ME BEIJOU
ME FEZ SONHAR
E ENTÃO
MAIS UMA VEZ ME AMOU

DO JEITO QUE SE DEVE... AMAR.