sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

FOLHAS DE OUTONO







O OUTONO CHEGOU
LEVANDO AS FOLHAS
QUE CAIU
SÃO LÁGRIMAS QUE O RIO
AMPAROU
SÃO SAUDADES
E LEMBRANÇAS
QUE FICOU
DE UM TEMPO QUE NÃO
ESQUECI
ENQUANTO TEUS OLHOS
QUEREM FLUIR
DENTRO DOS MEUS
QUE A MUITO DE SAUDADES
FECHOU
E AGORA
A CHUVA FINA LA FORA
MOLHA O TELHADO
ENQUANTO O VENTO GELADO
BATE NA JANELA
ENQUANTO AS RECORDAÇÕES
DELA
SÓ ME FAZEM SONHAR
SÃO ONDAS DESTE MAR
BATENDO NOS ROCHEDOS
E MEU MEDO
É NUNCA MAIS ACORDAR
VIVER DE ILUSÃO
MATAR DE DENTRO DO CORAÇÃO
ESTE AMOR VERDADEIRO
ESTE PERFUME QUE SOBRE
O TRAVESSEIRO
VOCÊ ESPALHOU
E EU AQUI SEM NADA
SÓ OLHO A ESTRADA
E VEJO COM MEUS OLHOS
QUE ATÉ O PÓ SE APAGOU
E AS FOLHAS CAEM
VOAM COM O VENTO
SÃO PEQUENOS MOMENTOS

DE NÓS... QUE SOBROU.